Não de repente, 30


Hoje é dia de me renovar.

Ao nascer do sol, trintei. Uma nova década vai se iniciar. Uma nova garota vai tomar forma. Olhando pra trás, tudo valeu a pena. Alegrias, gargalhadas, lágrimas, decepções. Desencontros e encontros. Dos que ficam, os valiosos tocam fundo na alma. E tudo que se vai é efêmero, se desfaz. Um novo ciclo está aberto, e junto comigo levo outras vidas, novas e velhas. O solado gasto ganha cola nova pra continuar caminhando. O coração, ah o coração… Está muito bem, obrigada. Amando e se (re)descobrindo. Sem data pra acabar porque é pra ser. Pra sempre.

E não só por isso, é chegada a hora de agradecer por mais um ano. Pela jornada dos trinta. Pelo caminho traçado. E pela luz que se acende logo ali no futuro, que já abriu suas portas pra mim. E eu quero entrar. Quero inaugurar essa nova era de um novo tempo que começa agora.

Piso devagar, não tenho pressa. Viver leva tempo. Tempo suficiente pra que seja infinito.

Um comentário:

  1. e eu sou uma vida velha que vc leva contigo....Feliz cumple, mi amiga!

    ResponderExcluir

Palavras são sempre bem-vindas. Solte-as aqui.